DIELETRO -  DIB-T.jpg

Carregadores para Baterias Tracionárias DIBT

Introdução

Os carregadores de bateria série DIB-T foram desenvolvidos exclusivamente para a carga em bateria do tipo tracionária. São equipamentos compactos de simples operação, com o tempo de recarga adequado, impedindo sobrecargas e garantindo maior vida útil a bateria.

Linha DIB-T Baixo índice de manutenção

 

  Maior vida útil à bateria

  Totalmente automático

  Compacto

Especificações

 

Sistema de carga e equalização de tensão automático em dois estágios.
Controle de corrente eletrônico em todo o processo.
Tempo programado para recarga em 8 horas.
Regulação de corrente menor que 1 %.
Partida gradativa; automática ao conectar a bateria.

 

 

Indicações visuais

 

A) Equipamento ligado
B) Equipamento em 2º estágio
C) Falta de fase
D) Bateria invertida
E) Agitador eletrolítico ligado três
F) Eletroválvula ligada

 

 

Os carregadores mod. DIB-T podem ser adquiridos com os opcionais:

* Reabastecimento automático de água destilada para o eletrólito.
* Agitador a ar para a movimentação do eletrólito.
* Descanso inicial para a bateria

Descrição de funcionamento

 

Os carregadores de bateria série DIB- T são carregadores com controle eletrônico linear que atua sobre um conjunto de potência formado por:
-Transformador isolador
- Indutor.
- Ponte retificadora controlada com tiristores
 

O processo de carga é dividido em dois estágios que seguem:

 

1º estágio: Ao iniciar a recarga a corrente sobe gradativamente até a corrente máxima da carga (17% do A.h da bateria), permanecendo nesse valor até que a bateria atinja o valor de 2,45 v por elemento. Durante esse período a corrente é mantida estabilizada com uma variação inferior a 0,5% para variações de rede de -15% a + 10%. O tempo de duração do 1º estágio depende do nível de descarga da bateria colocada em carga podendo durar de a cinco horas. Se ocorrer alguma eventualidade ou problemas na bateria que impeçam a mesma de atingir o valor ajustado de 2,45 V / e no período de cinco horas, o comando do equipamento trocará automaticamente para o 2º estágio no final da contagem de seis horas para que a bateria não seja danificada.

 

2º estágio: Ao iniciar o 2º estágio a corrente de saída do carregador é reduzida para 5% do A.h da bateria, sendo a corrente também estabilizada em um tempo fixo de três horas. A função do 2º estágio é elevar a tensão da bateria até 2,65 V / e o que proporciona a equalização e a dessulfatização de suas placas.
No período de carga do 1º estágio naturalmente a bateria sofre elevação de temperatura que pode estar entre 40ºC e 45ºC. Assim sendo, como a corrente do 2º estágio é reduzida, mesmo proporcionando o final da carga a bateria inicia o seu resfriamento.
Outro item importante a ser analisado, devido à corrente de 2º estágio ser reduzida, é que mesmo a bateria atingindo valores de 2,6 V / e a hidrogenação é baixa, provocando pouca perda do eletrólito.
Após a contagem de tempo do 2º estágio o fornecimento de corrente para a bateria é interrompido e no painel é indicado final de carga.

CURVA DE CARGA DIB-T.png